Elevação a categoria de Vila:

Igreja da Matriz


Aos poucos, foram surgindo casas, sobrados, engenhos, igrejas e fortificações --tudo em função do crescente desenvolvimento do porto, até que em 1660, por uma revolta popular liderada pelo Capitão Domingos Gonçalves de Abreu, opondo-se à Vila de Angra dos Reis da Ilha Grande, a cuja jurisdição estava sujeito o povoado, requereu diretamente ao Capitão-Mor da Capitania de São Vicente a sua elevação à categoria de Vila e, sem esperar resposta, erigiu às suas custas o pelourinho, símbolo de autonomia e autoridade. Durante sete anos a Câmara de Angra dos Reis, lutou contra esse ato de rebeldia, mas uma Carta Régia, de 28 de fevereiro de 1667, reconheceu a autonomia já de fato conquistada da Vila de Nossa Senhora dos Remédios de Paraty.

voltar
Principal |Web designer|Fale conosco